Publicidade

Opinião

Televisão: Melhor da Tarde precisa resgatar o público jovem que não assiste TV à tarde

on

Melhor da Tarde apresentado pela Catia Fonseca na Band, precisa de ajustes em seu conteúdo. É uma crítica construtiva e com todo o respeito à direção, seus colaboradores e principalmente ao elenco da atração. O que falta ao programa? Buscar a identidade perdida do público feminino da Band, emissora formada com uma audiência masculina.

Ter quadros para público jovem com interatividade e cross multiplataforma pode ser um produto realmente inovador e na contratação do horário, sem disputar audiência, iria nadar em cima da concorrência.

Segundo pesquisa obtida com exclusividade pela coluna, apenas 9% da audiência é composta por jovens entre 12 e 17 anos, o que equivale a 9%.

Mesclar jornalismo e debates com as manchetes do dia, aproveitar o cacife da emissora no jornalismo, derrubar pautas de culinária e de prestação de serviço é complicado, porém, às vezes é necessário. É apenas ideias, claro fazer TV não é fácil e quem está no comando da atração sabe fazer com os pés nas costas. Tanto ela no palco domina com maestria como quem pilota, dupla perfeita que funciona.

A Band deixou de lado o público feminino de escanteio por anos o que reflete na audiência é claro. Quem ganha com tudo isso é o telespectador na busca de novidades e do frescor. A Televisão à tarde precisa buscar outro caminho e jogar também com os jovens que detém uma parcela importante da audiência.

A média do programa oscila entre 1.2 e 2.0 pontos na Grande São Paulo.

Recommended for you

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *