O humorista Agildo Ribeiro morreu, aos 86 anos, no Rio de Janeiro, neste sábado, 28 de abril. Nascido em 26 de abril de 1932, o ator foi um dos comediantes de maior sucesso no país. Atuou em sua primeira peça em 1953, “Joãozinho anda pra trás”.

Agildo Ribeiro integrou o elenco de programas pioneiros da TV Globo. A estreia foi no seriado “TNT”, em 1965, no qual interpretava um repórter que narrava a história de três jovens modelos, Tânia (Vera Barreto Leite), Nara (Márcia de Windsor) e Tetê (Thais Muiniz Portinho). O humorista estava longe da TV desde 2016, quando fez “Zorra Total”. Em março, ele foi o grande homenageado do prêmio.

Foi no Colégio Militar que Agildo começou a mostrar o talento. Ele juntava os alunos para assistir a suas imitações dos professores. Acabou aconselhado a sair da escola. Para desespero do pai, o tenente comunista Agildo Barata, foi parar no teatro. Depois que fez as primeiras peças como bailarino de teatro de revista — sim, Agildo era “boy”, como se chamavam os dançarinos na época — enfileirou uma dúzia de bons papéis no cinema, teatro e televisão. Era, como ele mesmo diz, magrinho, arrumadinho, bem bonitinho.

O ator é parte de uma geração que marcou época. Costinha, Golias, Dercy Gonçalves, José Vasconcelos, Chacrinha, Paulo Silvino, Chico Anysio, Lúcio Mauro, Jô Soares, entre outros.

Ainda não há informações sobre o velório do ator.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here